Óleos Essenciais


 

 

Photo by Brooke Lark on Unsplash

 

Desde que comecei a usar e a estudar óleos essenciais, tenho ficado encantada com o poder deles. 😀 Mas é que óleos essenciais têm vários usos muito interessantes:

– O uso aromático, ou seja: o poder que certos cheiros têm de remeter a sensações de conforto, ânimo, calma, foco, motivação e várias outras (existem cheiros que remetem a sensações horrorosas, mas até agora não conheço óleo essencial fedido).

– O uso terapêutico, uma vez que óleos essenciais puros são extraídos diretamente das plantas – e plantas têm propriedades terapêuticas, certo? Copaíba, melaleuca, eucalipto, etc etc etc. Há plantas com propriedades expectorantes, outras são poderosos cicatrizantes e regeneradores da pele, tem plantas usadas para purificar ambientes… não tem nada de mágico nisso: óleos essenciais são extraídos de árvores, folhas, raízes, sementes e flores, e, diferente de essências, que são apenas aromáticas, os óleos essenciais carregam consigo as propriedades das plantas de onde foram extraídos. Esse uso pode ser tópico, geralmente diluído em algum óleo vegetal; ou a própria aromaterapia como terapia; ou ainda o uso interno (nos Estados Unidos é liberado, com ressalvas – os óleos de frutas e flores em geral são ok, óleos essenciais de certas árvores nem pensar. Aqui a ANVISA ainda não liberou. De qualquer forma, estou amamentando, então nem poderia testar. Mas tem muita gente que toma umas gotinhas de óleos puros ou em blends, e jura que é ótimo).

(e nem vou entrar na questão da vibração, ok? Vamos ficar só onde as ciências exatas operam – embora eu acredite também na vibração)

Veja bem: até onde sei, o uso de óleos essenciais não substitui tratamentos médicos. Não mesmo! Óleo essencial não é remédio. Mas para coisas pequenas, como escoriações (seiva de sangue de dragão é muito melhor do que merthiolate!), espinhas (se não for um problema sério de pele, o que requer um dermatologista responsável, dá para passar óleo essencial de melaleuca), massagens (diluídos em óleos carreadores), nariz entupido de alergia (nada de pingar óleo onde não deve!! Mas usar óleo de hortelã-pimenta e eucalipto num pingente difusor ajuda a desentupir, tipo aquele bastão para inalar)… pode usar os óleos essenciais com segurança.

(sempre com atenção às restrições: grávidas, lactantes, bebês menores de 2 anos, crianças… tem alguns óleos que devem ser evitados!)

* * *

Os preços. Alguns óleos são bem caros, como o óleo essencial de Olíbano (mas vale cada gota), outros são mais baratos. Outros dependem das marcas. Os preços por ml variam bastante de marca para marca – tem óleos que prefiro comprar com um fabricante, outros prefiro com outros fabricantes. Deixo aqui uma lista das marcas que uso. E aí vocês podem escolher o que querem:

Phytoterápica

A Phytoterápica é bem conhecida no mercado brasileiro, já que está em praticamente todas as lojas de produtos naturais. O catálogo deles conta com uma enorme variedade de óleos essenciais, óleos vegetais e seivas, além de acessórios, como difusores. É possível se cadastrar como consultor, o que garante um desconto de 20% a 30% no valor do pedido – não é muito, mas já ajuda a compensar o valor do frete. Não é marketing multinível, você não precisa passar pedido para manter o status de consultor, você não ganha nada se indicar alguém, e é um catálogo bem completo.

Bhava

A Bhava me parece mais artesanal do que a Phytoterápica, e por isso mesmo gosto bastante. O óleo de laranja doce deles é imbatível, o aromatizador de tomada (por aquecimento) tem um preço ótimo, e eles têm não apenas produtos artesanais feitos à base de óleos essenciais (como o Vick natural, que ajudou a controlar a bronquiolite da bebê aqui em casa, e cremes hidratantes e shampoos) como um esquema onde você compra os frascos e as suas misturas e faz você mesmo seus produtos à base de óleos – e sai bem mais barato. Também é possível revender (não é MMN), o atendimento é super personalizado e os preços são ótimos.

Aloha

A Aloha é o mais novo empreendimento do bilionário Carlos Martins, da Wizard, Mundo Verde e outras empresas de sucesso. Tudo o que o Carlos Wizard toca vira ouro, e com a Aloha não poderia ser diferente. O catálogo de óleos essenciais e blends da Aloha não é muito grande (mas os blends são excelentes), mas a empresa aposta no conceito de bem-estar como um todo: a linha de nutrição é ótima (tem shakes, colágeno hidrolisado sabor limão, suplementos naturais de própolis, óleo de coco e ômega 3, barras de proteína); as linhas de corpo e cabelos (ambas usando óleos essenciais como ingredientes ativos) são maravilhosas (estou usando o shampoo e AMANDO); e a marca tem também uma linha pet – porque quem se dispõe a adotar um bichinho precisa cuidar dele com carinho, né?

 

A Aloha também é marketing multinível, mas ninguém precisa gastar uma grana com combos que não vai vender nunca: você se cadastra com uma taxa de por R$ 97 e pode comprar os produtos para consumo próprio com desconto – e são uns descontos muito bons, que podem chegar até a 50% do preço de venda. Serião. Eu sou cadastrada e uso os óleos essenciais, o colágeno, o suplemento de própolis, o creme para pés, os hidratantes (com o desconto para consultores, eles viram ótimas opções de presentes), o Shampoo Essence Extrabrilho e até o shake (mas só porque veio no combo, porque eu gosto mesmo é de comer comida, haha). E pra quem curte a onda do marketing multinível, tem um monte de bônus e viagens, e sim, conheço gente que já tira uma renda residual razoável.

Clique aqui e acesse o catálogo da Aloha Life.

 

DoTERRA

A DoTERRA acabou de chegar no Brasil, e já chegou metendo o pé na porta: com uma boa variedade de óleos essenciais e blends no catálogo (esse é o foco da empresa), é marketing de rede sim, mas com um importante diferencial: na cultura DoTERRA, se você entrar só pelo marketing de rede e querendo ficar rico, você está lascado, porque o foco está nos produtos. Dificilmente alguém vai te chamar para uma reunião para apresentar “o modelo de negócios da DoTERRA”. E os produtos são mesmo maravilhosos, a qualidade dos óleos e dos blends é muito boa, os preços estão na média do mercado brasileiro (alguns até mais baratos do que as marcas mais conhecidas do mercado) e sempre tem umas promoções.

Outro diferencial maravilhoso da DoTERRA é o material de educação que eles disponibilizam: não sobre empreendedorismo, neuromarketing e técnicas para ativar o cérebro reptiliano (que eu confesso que acho cruéis, não gosto dessa vibe), mas sobre educação sobre óleos essenciais mesmo! Se você deseja aprender tudo sobre óleos essenciais e aplicar no seu dia-a-dia e para o bem-estar das pessoas que você ama, o material de treinamento da DoTERRA é o mais completo (e nos Estados Unidos eles também ensinam a técnica aroma touch, de massagem e aplicação dos óleos – mal posso esperar para chegar aqui).

É verdade que o kit inicial do Brasil (com sete óleos básicos para quem está começando neste universo e três sinergias delícia) não é barato. Mas o preço por ml é na média do mercado nacional, e se você pedir por este link, você ainda participa do Programa de Formação de Aromaeducadores. Não há necessidade de ativação mensal (apenas se você quiser ganhar pontos e produtos gratuitos), e nem do kit Brasil, na verdade: você pode se cadastrar apenas como consumidor preferencial e se beneficiar dos descontos e pontos. Existe taxa anual de renovação, mas junto com ela você ganha um frasco de óleo essencial de hortelã-pimenta no mesmo valor (que você pode usar, vender ou vender fracionado), então acho que é vantagem: você paga, mas recebe em produto. Yay.

Como a empresa acabou de chegar por aqui, o site pessoal ainda está em inglês: https://www.mydoterra.com/liaamancio – mas já dá para ter uma ideia do que vem por aí.

* * *

Clique aqui e confira alguns posts sobre óleos essenciais que publiquei aqui no blog.