Projeto 37, dia 1: prioridade EU


A essa altura, vocês já sabem que sou uma espécie de embaixadora do bambolê, né? Sou instrutora de hoopdance certificada pela Hoopnotica, que tem uma das metodologias de ensino mais legais do planeta. Fabrico e customizo bambolês e tenho a maior paciência em explicar o que você quiser saber. Divulgo mesmo, porque acho uma das atividades mais incríveis, de verdade. E amo dança de salão – danças, no geral -, pedalo e sou viciadinha em endorfina.

Só tem um problema: moro longe do trabalho. Em outra cidade, na verdade. E tenho um trabalho que amo – e que poderia não ser um problema, não fosse meu senso de responsabilidade com ele: gosto tanto do que faço, acredito tanto naquilo e sou tão comprometida que não consigo deixar pro dia seguinte. Não consigo fazer um trabalho meia-bomba. Não consigo deixar as coisas pela metade.

Hora

E com isso, tenho deixado minha saúde pela metade. Minha paixão pelo bambolê meio de lado. E minhas calças no fundo do armário, porque comecei a engordar um bocado ultimamente. Quando cheguei nos 70kg, liguei o alerta.

Mas posso, antes, confessar uma coisa?

Tou me sentindo BEM e CONFORTÁVEL com quase 10kg a mais do que quando fazia pilates. Tou gostosa. Tou gata. O que não tenho de saúde NÃO é relativo ao meu peso – que nem é tanto assim pro meu 1m65, aliás. O que tá comendo minha saúde é meu estômago e o cansaço mental.

E se você quer saber, tou me sentindo GATA com meus cabelos brancos que não podem mais ser escondidos.

Olha, posso dizer, seguramente, que sou a RAINHA DA AUTOESTIMA.

O alerta foi ligado porque não sou milionária e não tou a fim de ficar comprando roupas novas. E porque as minhas roupas não estão caindo muito bem. Algumas não então mais passando pela coxa. Então tá ficando complicado. Preferi ligar o alerta LOGO, antes que eu virasse mais um daqueles casos de gente que engorda 20kg e começa a ter problemas de saúde sérios.

* * *

A primeira mudança tem que ser no estilo de vida.

PRECISO priorizar minha saúde. PRECISO ir ao médico pelo menos 1x na semana, porque há cerca de 1 ano que não vou a nenhum (salvo quando tive uma crise de gastroenterite e fui parar no pronto socorro).

PRECISO rodar bambolê, caminhar, dançar ou pedalar TODOS OS DIAS – não por questões de emagrecimento, mas porque são as atividades que mais me dão prazer nessa vida. E tem que ser de manhã cedo, porque à noite chego cansada demais pra qualquer coisa.

Vou chamar de “Projeto 37”, porque se eu conseguir manter os cuidados constantes comigo mesma até o dia 21 de fevereiro, que é quando completo 37 anos, possivelmente terei transformado alguns hábitos em outros.

Hoje, 27 de dezembro, foi meu dia 1 – estrategicamente depois da orgia gastronômica de Natal (“Leva mais pudim, Lia”; “leva mais rabanada” – sério, minha família me ama, hehe).

* * *

Diário: 27 de dezembro – dia 1

HOJE cuidei da alimentação.

Rodei 30 minutos de bambolê.

Fui ao cinema.

E consegui adiantar alguns projetos pessoais.

Pra não transformar isso aqui em diário (não ainda), vou fazendo o acompanhamento num documento no Google Docs.


0 pensamentos em “Projeto 37, dia 1: prioridade EU