Museu de arte lúdica abre em Paris com expo da Pixar. Parece bom demais pra ser verdade


Museu de arte lúdica abre na França com retrospectiva de artes da Pixar. Veja bem: arte, museu, entretenimento, animação, Pixar, lúdico, narrativa e, oh, Paris. Tudo na mesma notícia. Peraí, gente, tou surtando aqui. Gabi, Elisa, por favor, visitem e me contem se vale a pena organizar uma viagem só pra isso (brinks, Paris merece ser REvisitada sempre).

De fato, arte não é só óleo sobre tela ou esculturas. Pra chegar num frame de uma BOA animação, há que se ter excelentes conceitos de perspectiva, distorção, peso, movimento – animação não é para franguinhos, gente. Há muita física e engenharia nessa arte. Tem que ser mestre na arte de criação de personagens, tem que saber rascunhar à mão, tem que colorir cenários… ufa. E, embora a arte possa ser abstrata, surreal, baseada em experimentos de cor e texturas, a arte foi e sempre será, também, figurativa e narrativa.

E a Pixar é indústria e entretenimento. Mas, antes disso, é arte. De qualquer forma, arte também pode – e deve – ser usada para entreter. E – por que não? – ser industrializada – desde que o trabalho de artesanato não morra. Mas o artesanato está na criação, na concepção, nos rascunhos, nas pranchas de referência. Ou vai me dizer que isso aqui não é arte?

image

  image

image

Pra quem estiver por lá, o museu fica na Dock – Cité de la mode et du design. Pra quem não estiver, leia mais e veja mais imagens no site Pixelcreation.fr (as imagens acima são de lá, espero que eles não impliquem com o uso aqui).