Cinema brasileiro no Youtube


Sobre aquele canal do Youtube de filmes brasileiros, em vez dos detentores de direitos denunciarem conteúdo não autorizado, o que dá em retirada do conteúdo e suspensão do canal depois de 3 notificações, não seria muito melhor se todos eles virassem parceiros do Google e ELES ganhassem em cima dos anúncios que aparecem em suas obras? Na boa, tem filme ali que já não dá mais um centavo. Coloque o SEU próprio filme no SEU canal, habilite o revenue share e seja feliz.

E, amigos distribuidores… que tal aceitar que a janela internet já é paralela à janela cinema há tempos, e investir também nos lançamentos no Netflix, Videolog, Netmovies e no próprio Youtube? Acho digno. Aliás, não sou só eu, não…

* * *

Se você caiu de paraquedas aqui e não sabe o que é uma janela de exibição, é mais ou menos o seguinte: o lançamento de um filme no cinema é o lançamento de um filme no cinema, e isso você já sabe – venda de ingressos e de pipoca, toda aquela coisa. O que talvez você – se caiu de paraquedas aqui – não saiba, é que a exibição no cinema também serve como vitrine *e* termômetro para o lançamento posterior do filme em homevideo, TV paga e TV aberta, geralmente nessa sequência. E homevideo, TV paga e TV aberta também são janelas, sacou?

O que ainda não é consenso, não sei por que, é sobre a janela internet. Quer dizer, eu sei por que. Porque no dia em que a indústria aceitar que internet já é a segunda janela (às vezes, até a primeira. E às vezes, dependendo do filme, deveria ser a única), muitos modelos terão que ser rediscutidos e revistos (lembra quando resolveram instituir que a janela entre cinema e DVD encurtaria, que gritaria foi? pois eu lembro?). O que não entendo é por que isso já acontece há uns quase 15 anos (ou ninguém lembra da outra gritaria, aquela de 1999, quando descobriram o napster pra compartilhamento de arquivos digitais? será que ninguém sabia que depois da música viria o vídeo?) e nem agora se cogita incluir internet na cadeia do audiovisual, especialmente porque é, sim, possível falar em ‘consumo’ e ‘receita’ quando se fala em internet.

* * *

Para entender mais sobre janelas de exibição (e muito mais): http://bibliotecadigital.fgv.br/dspace/bitstream/handle/10438/6991/Três Dimensões do Cinema.pdf