Recordar é viver… – Bruno Aleixo


– Se queres ficar em Coimbra, não podes ser imigrante. Tens que ser outra coisa.
– Ai, é? Então quero ser proxeneta.