Gente chata 2


– Lia, vamos lançar esse filme em dvd, você tem condições de fazer a capa por aqui? É só adaptar a arte do cartaz!

De fato, era algo bem simples que fiz em pouquíssimo tempo. Aí vieram as onze revisões, que eu não sabia que seriam onze até chegar a terceira e eu pedir ‘gente, vocês podem enviar todas as alterações de uma vez só para não termos retrabalho?’ – CLARO!

E assim NÃO foi, porque depois dessas me mandaram outro email com uma coisinha aqui e outra ali. E mais outro com um arquivão consolidado da editora. Menos mal. A próxima realmente foi um errinho que eu deixei passar quando fiz essas alterações. Coisa boba. E a outra foi uma que, nesse consolidado, ficou faltando uma informação que demoraram duas semanas pra me mandar. Legal, né? Mas terminei. Isso, é claro, até chegar uma outra menina do marketing que pediu mais uma coisinha mínima. Mas agora temos prazo para fechar a arte. “É só isso, Bianca? Não falta mais nada?” Ok, e eu terminei um dia antes do prazo de envio, para dar tempo de… de dois dias depois do arquivo fechado e enviado, alguém achar mais duas informações que não me haviam sido solicitadas em NENHUM MOMENTO. “Você consegue mandar ainda hoje?”

Não.

E não consigo mesmo, não estou no escritório hoje, estou sem os arquivos aqui. Não é não – de verdade. Mas não, seus sem-vergonha, não vou abrir o arquivo que foi finalizado dentro do prazo para alterar mais uma coisinha que as trocentas revisões não pescaram e vocês só me passaram HOJE, depois que já finalizei o projeto.

Vai assim mesmo, e pronto. Pra aprender. Humpf.


2 pensamentos em “Gente chata